Quilate: 10k, 12k...?, 18k, 24k...?

Atualizado: 22 de Fev de 2019

Quilate: Ouro 10k, 12k?, 18k, 24k?...

Este texto é continuação dum primeiro de mesma temática. Se você não o leu, procure pelo: “Quilate: a unidade de pureza do ouro” aqui no blog da loja. Leia-o e, depois volte neste aqui. Um completa o outro.

Ao conversar diretamente com os clientes via whatsapp, percebe-se que muitos têm pensamentos comuns com relação ao ramo joalheiro. Parece que tais pensamentos estão presentes no enorme arcabouço do “conhecimento comum”. O que pretendo fazer aqui é responder aos pensamentos soltos no início do primeiro texto sobre o quilate, respondendo-os de forma a resolver essas confusões. Então, vamos lá! 


Pensamentos e Respostas:

Pensamento: “Quanto maior o quilate, melhor o ouro.”

Resposta: Quanto maior o quilate, maior a concentração de ouro puro na peça. e, em consequência, mais maleável o anel ficará.

Esse “pensamento” confunde “ser melhor”; com “ser mais valioso”; por ter maior concentração de ouro. O ouro 10k não é inferior ao ouro 18k. O correto seria dizer que o ouro 18k é mais valioso que o 10k porque o ouro 10k tem menor concentração de ouro em sua composição. Isso sim é correto afirmar. Isso não é ruim, se pensarmos na natureza maleável do ouro; veremos que um anel leve no ouro 10k é mais resistente (duro). Se o cliente trabalha em  construção civil; ou qualquer outra atividade que requer manuseio de peças pesadas; o ouro 10k é mais indicado para a aliança. Se você deseja adquirir uma joia mais valiosa; aí o ouro 18k é a sua melhor opção.

Pensamento: “Ouro bom é o 18k”. Resposta: O ouro 18k é mais resistente à oxidação do que o ouro 10k. Mas, esse pensamento pressupõe que o ouro 10k é ruim; o que não é verdade. Por ter mais "liga" do que maleabilidade do ouro, o 10k é bom para anéis mais finos e leves. Então: o bom, depende do pra quê? Esse pensamento: “ouro bom é o 18k”, advém do primeiro que explorei acima, de que: “quanto maior o quilate, melhor o ouro”.


Pensamento: “Ouro 12k. Tem?”. Resposta: Existe. Se a escala vai até 24k, metade disso é 12k. Convertendo em porcentagem: 50% metal nobre; 50%, liga. Por este motivo, este quilate é conhecido como “ouro 500”.  Contudo, não trabalhamos com este quilate e; de 41,6% (10k) para 50% (12k) existe um acréscimo de 8,4% de ouro. Visualmente, é a mesma coisa que o ouro 10k; quimicamente, não.


Pensamento: “Eu gosto de ouro 12k, porque ele é rosinha”. Resposta: Não é a o aumento da concentração de ouro no anel que dá a coloração rosé; e sim, o metal constituinte da liga; independente do quilate.

Pensamento: “Quero uma aliança de ouro 24k”. “Tem como fazer?”. Não. Se a escala de pureza vai até 24, tenha em mente a fração 24\24; ou seja, ouro puro. Impróprio para a fabricação de joias por ser maleável demais. E sim, não é possível confeccionar anel de ouro 24k, esse pensamento é fruto do “quanto maior o quilate, melhor o ouro”.


Se tiver qualquer dúvida com relação a isto, não hesite em mandar uma mensagem para nós!  E se tiver uma sugestão de temática que seja abordada aqui no blog da loja; envie sua dúvida ou temática por whatsapp: (51) 98854161

1,021 visualizações1 comentário
DÚVIDAS?
SIGA-NOS
  • Facebook Anelar Ely
  • Instagram Anelar Ely
ACEITAMOS

WhatsApp:

(51) 99799-7789

RECEBA NOSSAS OFERTAS

Anelar Ely ® 2020

ANELAR ELY | CNPJ: 13.310.200/0001-92 | Endereço: Praça XV de Novembro, 66, sala 506 (Ed. Praça XV, 5º andar) - Centro - Porto Alegre - CEP 90020-080 | Telefone: (51) 3212-9135  | Email: sac@anelarely.com.br. Política de Privacidade